terça-feira, 29 de novembro de 2011

Convite Consciente


O programa Soluções para Cidades, uma iniciativa da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), tem o prazer de convidá-lo (a) para o Seminário e Oficina Cidades Cicláveis, que acontecem nos próximos dias 1º e 2 de dezembro durante a 9ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo.


Especialistas e arquitetos apresentarão e discutirão as possibilidades de ampliação do uso das bicicletas como alternativa à mobilidade urbana. Entre eles, estarãoTC Urbes, Ciclomídia, Bike Anjo, Carbono Zero Courier, Green Mobility, Cidade para Pessoas, Portal Mobilize, ABCP e Ascobike.


Durante a Oficina – “Projetando Vias Cicláveis”, os participantes visitarão, de bicicleta, uma ciclovia para vivenciar e discutir qual seria o projeto ideal para um sistema cicloviário.


Serviço:

Dia 01/12 – Cidades Cicláveis (Seminário)

Horário – das 19h às 22h

Valor das inscrições – R$ 10,00/ R$ 5,00

Dia 02/12 – Projetando Vias Cicláveis (Oficina)

Horário – das 10h às 17h

Valor das inscrições – R$ 15,00 (vagas limitadas)

Local – OCA, Parque do Ibirapuera

Informações – www.nonabia.com.br / www.solucoesparacidades.org.br


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

DESIGN MIAMI 2011 - de 30 Novembro a 4 de Dezembro

Obras dos artistas brasileiros Hugo França e Joaquim Tenreiro, que fazem parte da galeria 20th Century em NY, participarão da Design Miami, mais importante feira de design de vanguarda do mundo, que acontece entre 30 de novembro e 4 de dezembro, em Miami. Conhecida por expor peças únicas ou de edição limitada voltada para o mercado de colecionadores, ela apresentará expositores da América, Europa, Ásia e África com importantes trabalhos de design dos séculos XX e XXI, incluindo mobiliário, iluminação e objetos de arte.


A feira é destino obrigatório para colecionadores em busca de design consagrado com uma seleção de galerias internacionais escolhidas pela curadoria – todas especialistas em suas áreas –, que trazem importantes trabalhos de arquitetos franceses dos anos 40 e 50, modernismo brasileiro e californiano, design escandinavo de meados do século XX, design italiano pós-moderno, anos 60 e 70 franceses, Korean craft, artistas e designers de joias, além de um largo espectro de trabalhos experimentais contemporâneos de artistas já consagrados ou em emergência.


Um dos destaques desta edição de dezembro é a instalação site-specific feita pelo vencedor do prêmio de Designer do Ano, o arquiteto radicado no Reino Unido David Adjaye. Como obra comissionada para o prêmio, Adjaye criará um pavilhão intitulado Genesis. Adjaye refere-se a Genesis como sendo seu primeiro trabalho de “mobiliário arquitetônico gigante”, algo que combina estrutura, assentos, janelas e portas por meio de um único gesto.


A lista de expositores da feira reúne colecionadores influentes, instituições, designers, críticos e nomes que são referência na indústria de todo o mundo. A feira mantém um rol consistente das galerias de design mais ativas no mundo, incluindo: Galerie Patrick Seguin (Paris), Galerie kreo (Paris), Carpenters Workshop Gallery (Londres & Paris), Demisch Danant (Nova Iorque), R 20th Century (Nova Iorque), Johnson Trading Gallery (Nova Iorque), Jousse Entreprise (Nova Iorque) e Cristina Grajales Gallery (Nova Iorque). Esta edição também dá as boas-vindas novamente a Galerie Downtown – François Laffanour (Paris), Dansk Møbelkunst Gallery (Zurique & Paris), Hostler Burrows (Nova Iorque), moss (Nova Iorque), Magen H. Gallery (Nova Iorque) e Galerie VIVID (Roterdã).



segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Tendência no Mercado de Construção e Decoração


A integração de diferentes ambientes é uma tendência cada vez mais forte nos mercados de construção e decoração. No mundo atual, as pessoas permanecem mais tempo dentro de casa e, por isso, buscam aumentar a convivência com familiares e amigos em espaços adequados, capazes de proporcionar conforto, praticidade e proximidade entre os convidados. A Oficina do Espaço desenvolveu um projeto planejado desde o início para atender as necessidades de um jovem casal que gosta de receber os amigos em casa.


No projeto da Oficina do Espaço, o desafio era integrar a sala com a cozinha. O primeiro passo foi reduzir ao máximo a parede que separava os dois ambientes. Além disso, a parede foi trabalhada para funcionar como um elo entre a cozinha e a sala, ganhando um charmoso revestimento de madeira de demolição e um balcão para apoio e refeições rápidas. “Um ambiente tem que ‘conversar’ com o outro e este recurso contribui com este objetivo”, acrescenta Maria Fernanda. A funcionalidade foi outra prioridade do casal e, do lado de dentro desta “parede de madeira” e debaixo do balcão, o espaço foi aproveitado como um armário “invisível”.


Outro cuidado foi ‘trazer’ o cozinheiro para junto dos convidados. Assim, a posição do fogão foi invertida, trocando de lugar com a geladeira, e ficando na entrada da cozinha. “Foi uma exigência do cliente. Eles queriam que a pessoa que estivesse cozinhando não perdesse o contato com os convidados espalhados pela sala, como acontece quando o fogão fica no fundo da cozinha”, diz a sócia da Oficina do Espaço.


A iniciativa exigiu a instalação de um conjunto de coifa e exaustor bem eficiente, capaz de minimizarm os cheiros e fumaças que pudessem chegar à sala. Foi escolhida uma bela coifa circular feita em inox, combinando com o fogão. Para esconder o encanamento do exaustor, o projeto previu o rebaixamento do teto com gesso, iniciativa que também serviu para embutir as luminárias e, ainda, as caixas de som do home theater e do aparelho de som instalado na sala. “A colocação das caixas de som na cozinha foi outro esforço diferenciado para integrar os ambientes”, aponta a engenheira.



Além da integração entre os ambientes, o projeto da Oficina do Espaço traz outros detalhes inteligentes, como:


· A criação de uma parede móvel, de madeira, que corre do lado de dentro da cozinha, por um trilho escondido dentro do teto de gesso. Sua função é fechar completamente a cozinha, por exemplo, se o cheiro de comida ou fritura estiver muito forte na sala.


· A iluminação da cozinha foi pensada para oferecer o máximo de claridade possível durante a elaboração dos pratos ou manuseio de alimentos. A solução encontrada foi a instalação de lâmpadas bipino, embutidas na parte inferior do armário, iluminando diretamente a pia.


· O escorredor de pratos ficou embutido dentro do armário, com uma bandeja planejada para recolher o excesso de água.


· Parte do piso e da parede da cozinha foi revestida com pastilhas de vidro no mesmo tom, uma solução moderna, que facilita a limpeza e ainda deixa o ambiente muito mais charmoso.



www.oficinadoespaco.com.br