quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Primeira bienal “errada” de arte digital, The Wrong, inaugura em novembro deste ano


     Com a missão de incentivar e promover a arte digital para uma ampla audiência ao redor do mundo, o projeto The Wrong reúne o melhor desse universo, ao mesmo tempo que acolhe os jovens talentos desta rica cena contemporânea.
    A partir do dia 1º de novembro, até 31 de dezembro de 2013, a web e eventos ao vivo em algumas cidades do mundo, irão sediar a primeira bienal online envolvendo grandes talentos da arte digital nacionais e internacionais. O projeto foi idealizado por David Quiles Guilló, espanhol residente no Brasil, e por sua esposa, a brasileira Graziela Calfat. Ambos são responsáveis pela Rojo, produtora de novos formatos de expressão cultural
    Uma equipe de 30 curadores foi selecionada para apresentar o melhor desse universo. A bienal será dividida em pavilhões, espaços virtuais em que se expõem as obras selecionadas. No total serão mais de 20 pavilhões online, incluindo um pavilhão ilimitado aberto à participação pública e um “meta” pavilhão com o trabalho dos curadores. A única bienal totalmente acessível e gratuita a um “clickway” dos visitantes.
Cada um dos pavilhões online terá um curador responsável e reunirá, no mínimo, dez artistas. Já o pavilhão aberto ao público funciona da seguinte forma: artistas e interessados em participar do evento, que não foram convidados por nenhum curador, podem enviar sua obra aos dois curadores desse espaço. Desde abril deste ano foi disponibilizada uma “open call” que ficará aberta até o último dia do evento, permitindo que cada pessoa tenha a chance de submeter sua obra.  O conteúdo deste pavilhão é renovado diariamente durante o evento.
    O “meta” pavilhão tem como curador o diretor criativo do projeto, David Quiles Guilló, que selecionou os 30 curadores do The Wrong. Ele também é o diretor criativo e criador da Rojo, organização responsável pela concepção e produção do evento.
Além disso, diversas cidades ao redor do mundo, como Barcelona, Rio de Janeiro, Los Angeles, Brooklyn e Montevidéu, terão embaixadas do The Wrong, onde haverá a experiência física da Bienal Digital, com shows ao vivo, workshops e exposições.
Ao final do projeto, um livro, The Wrong Book, será compilado com as melhores obras de arte digital submetidas por todos os participantes. Ele estará disponível para pedidos online.

CURADORES
 Jodi, Yoshi Sodeoka, Anthony Antonellis, Rollin Leonard, Lorna Mills, Curt Cloninger, Emilio Gomariz, Eric Mast, Chiara Passa, Max Hattler, A.Bill Miller, Helena Acosta, Peter Rahul, Miyö Van Stenis, Andrew Benson, Emilie Gervais, Rick Silva, Michaël Borras, Sara Ludy, Ellectra Radikal, Giselle Zatonyl, Protey Temen, Johann Velit, Michael Staniak, Gerhardt Rubio Swaneck, Julia Borges Araña, Guilherme Brandão e David Quiles Guilló.

FORMATOS
30 pavilhões online at http://thewrong.org
Um pavillhão ilimitado aberto a participação pública
Um “meta” pavilhão com trabalho dos 30 curadores
Rede de Embaixadas AFK em 10 cidades do mundo
Um livro: “ The Wrong” Book

EMBAIXADAS
TRANSFER - Brooklyn
SMART OBJECTS - Los Angeles
PARADISE HILLS - Melbourne
MUTUO -Barcelona
PLUTON - Valencia
TAL - Rio de Janeiro
HIT THE DIRT - Santiago de Chile
NNM Studio - Lima
LabLT - Montevidéu
NO LUGAR – Quito

Sobre a ROJO®

Com a ideia inicial de oferecer um espaço para jovens artistas divulgarem seus trabalhos, mas sem as imposições conhecidas pelo mercado, David Quiles Guilló fundou a ROJO® em 2001, em Barcelona. 12 anos depois, a ROJO® é uma das organizações culturais mais ativas do panorama artístico mundial, se destacando principalmente por criar formatos inovadores para divulgar conteúdo artístico extraordinário e por coordenar uma rede cultural internacional dedicada exclusivamente a promoção da arte e da criatividade


Por: Emanuella Minari

Nenhum comentário:

Postar um comentário