segunda-feira, 18 de novembro de 2013

DESIGNER E ARTISTA ALEXANDRE WOLLNER GANHA HOMENAGEM NA DAN GALERIA



     Pioneiro do design visual no Brasil, Alexandre Wollner, que comemora 60 anos de carreira em 2013, será homenageado na Dan Galeria com a exposição Série constelações – obras recentes de Alexandre Wollner. A mostra reúne os trabalhos mais recentes do artista criador que, aos 85 anos, continua inovando a estética e a função do design. 
     Constelações e Formulação são as duas séries apresentadas na Dan Galeria, que exprimem os pontos de contato entre o artista e o designer. Idealizados em pinturas, os trabalhos datados a partir de 1956 foram agora recriados digitalmente como um interesse do artista nas possibilidades de sobreposição de cores que a impressão digital oferece. Essas obras são compostas por progressões e mostram uma relação orgânica e não mecânica entre diversas formas triangulares e digitais. 
     No dia de abertura da exposição, a Dan Galeria lança também o livro Concretos paralelos: construtivismo britânico, concretismo e neoconcretismo brasileiro, feito a partir da exposição realizada no ano passado, que estabeleceu um paralelo entre os artistas concretos e construtivistas no Brasil e na Inglaterra entre os anos 1950 e 1970. A mostra Concretos Paralelos contou com obras de Alexandre Wollner e de artistas como Geraldo de Barros, Hercules Barsotti, Lygia Clark, Sergio Camargo, entre outros grandes nomes, cujos trabalhos estarão reproduzidos no livro. Sua diagramação é de autoria de Wollner e conta com ensaios de Sam Gathercole, Maria Alice Milliet, Ferreira Gullar, Jon Wood e Gloria Carnevali. 


Brasil-Alemanha
Wollner está sendo homenageado também na Alemanha, país onde iniciou formalmente sua carreira de designer ao estudar na Escola Superior de Design de Ulm, escola sucessora da Bauhaus, a convite do suíço Max Bill, um dos mais importantes designers do século XX. Em 2013, quando se comemora o ano Alemanha+Brasil, Wollner foi escolhido como o mais representativo designer visual brasileiro, para apresentar cerca de 120 trabalhos no Museum Angewandte Kunst, em Frankfurt. A exposição fica até 2 de fevereiro e tem como principal foco mostrar a relação do artista com a cultura europeia.


Sobre o artista  
     
Nascido em 1928, Alexandre Wollner fez parte da primeira turma do Instituto de Arte Contemporânea do MASP, onde estudou com Lina Bo Bardi, Jocob Ruchti e Sambonet, entre 1951 e 1953. Nesse ano, é selecionado por Max Bill para continuar seus estudos na Hochschule für Gestaltung (Escola Superior de Design) em Ulm, Alemanha, onde permaneceu entre 1953 e 1958. Participou da segunda Bienal de São Paulo, quando recebeu o prêmio Flávio de carvalho de jovem pintor, e desenhou os cartazes da quarta e quinta Bienais, em 1955 e 1957. 
Fez parte do Grupo Ruptura, que representou o núcleo de artistas concretos em São Paulo e fundou, com Geraldo de Barros e outros, o primeiro escritório de design do país, Form-Inform. Em 1960, abriu o próprio escritório, onde desenvolve até hoje os programas de identidade visuais para grandes empresas como Eucatex, Klabin, Itaú, entre outras.
Wollner foi pioneiro em trabalhar o design para além do seu efeito estético e encará-lo como elemento altamente funcional. Suas máximas “Design é projeto, não ilustração” e “Todo logo precisa ser inteligente” exprimem parte do seu conceito sobre o design. Ele trabalhou para a profissionalização da área no Brasil e disseminou o tema ao lecionar durante anos em diversas faculdades do país. 

Serviço:
Dan Galeria
Rua Estados Unidos, 1638
Coquetel de abertura: sábado, dia 23 de novembro, das 10h às 14h
Visitação: De 23 de novembro de 2013 a 18 de janeiro de 2014
De segunda a sexta das 10h às 18h, sábado das 10h às 13h

Mais informações acesse: http://www.dangaleria.com.br/

Por: Emanuella Minari
Imagem: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário