segunda-feira, 30 de setembro de 2013

BOOM SP DESIGN 2013 E ADESP

ASSOCIADO ADESP TEM DESCONTO, NÃO PERCA !!!


Brasilidade em cada canto na Casa Cor Minas

     Realizada pela primeira vez em um projeto assinado por Oscar Niemeyer, a edição 2013 da Casa Cor Minas estimula arquitetos a se voltarem para a rica produção da arte e do design brasileiros. Datada do ano de 1953, a casa projetada para a família Dalva Simão, na região da Pampulha em Belo Horizonte, marca a história da Casa Cor como sendo o primeiro projeto de Oscar Niemeyer a receber uma edição do maior evento de arquitetura e decoração da América Latina. Para os profissionais participantes, a oportunidade de criar dentro de um espaço assinado pelo grande mestre da arquitetura foi vista como um privilégio e um incentivo à valorização de tantos outros nomes que fizeram e fazem a história da arquitetura, do design e da arte no Brasil.
     Responsável pela execução do Gazebo, a arquiteta Estela Netto foi uma das profissionais que optou por privilegiar o estilo e a riqueza dos elementos brasileiros em seu projeto. “Como a Casa Cor este ano está sendo feita numa casa projetada pelo Niemeyer, uma casa modernista, eu decidi fazer um projeto que tivesse relação com isso e que tivesse uma linguagem de arquitetura e design brasileiros. Portanto, buscamos usar elementos arquitetônicos e de design exclusivo de nomes consagrados do Brasil”, observa a arquiteta.        Partindo dessa premissa, ela não pensou duas vezes na hora de fazer a escolha do mobiliário. “O ambiente possui mobiliário do Sérgio Rodrigues, Jader Almeida e da Etel Carmona, que tem um móveis de luxo, feito com madeira certificada, que recebe beneficiamento e tratamento diferenciados”, explica Estela, que também pensou em outros detalhes. “Ainda nessa linha de luxo e design brasileiro, pensei também em obras de arte. O ambiente possui obras da Sonia Ebling que é uma escultora muito conhecida, brasileira e que também nos remete à produção de arte, arquitetura e design no Brasil”.
     Quem também optou por apostar nas escolhas nacionais, foi o arquiteto Luís Fábio Rezende de Araújo, que executou a Casa do Jardim. “O mobiliário do meu ambiente conta com inúmeras peças do consagrado designer Jader Almeida e também com uma poltrona de Carlos Motta”, revela. No espaço projetado por Luís Fábio, o mobiliário convive em harmonia com diversas obras de arte, entre quadros e esculturas, também assinadas por artistas brasileiros. “A Casa do Jardim é realmente uma casa recheada de obras de arte, quem visitar o espaço poderá apreciar obras de Frans Krajcberg, Leopoldo Martins, Rubens Ianelli, Ricardo Carvão Levy, Fernando Lucchesi, Barssotti, Erli Fantin e Fernando Velloso”, enumera o profissional.
    Para conferir o resultado final do Gazebo e da Casa do Jardim, visite a Casa Cor: Até 22 de outubro. Rua Alameda das Palmeiras, 444, Bairro São Luiz, Belo Horizonte.

Visitar a Casa do Jardim, ambiente de Luís Fábio Rezende de Araújo na Casa Cor é uma excelente oportunidade de apreciar obras de grandes artistas brasileiros.

Poltrona de Sérgio Rodrigues e escultura de Sonia Ebling valorizam o luxo do design e da arte no Brasil em ambiente da arquiteta Estela Netto, na Casa Cor Minas


Por: Emanuella Minari
Fotos: Daniel Mansur

Aeroporto internacional Baltimore-Washington implanta sensores biométricos e inspira novos seguidores

    O Aeroporto Internacional Baltimore-Washington, nos Estados Unidos, acaba de implantar sensores biométricos nas áreas interna e externa. Em 2012, mais de 22 milhões de passageiros voaram a partir daquela base que conta com 9.700 funcionários já cadastrados no sistema de identificação biométrica com tecnologia de imagem multiespectral da Lumidigm – empresa norte-americana de soluções globais de autenticação.
   Os sensores Série-V estão integrados em leitores Rhino, da Innometriks. A vantagem desses leitores, que controlam inclusive o acesso à pista através de unidades implantadas ao ar livre, é a capacidade de permitir o uso de cartões inteligentes e pins, tornando a transição à nova tecnologia muito mais fácil e sem comprometer a segurança. Quando o sensor biométrico é tocado, a imagem capturada é comparada com um gigantesco banco de dados para identificar o indivíduo. Na sequência, o controle de acesso é liberado ou não.
   Um dos diferenciais que mais contribuíram para a adoção da tecnologia oferecida pela Innometriks em parceria com a Lumidigm foi justamente o fato de alguns sensores serem implantados em áreas abertas, sujeitas a intempéries. Daí a importância de poder contar com um leitor robusto e um sensor biométrico baseado em imagem multiespectral – que permite identificar qualquer impressão digital, ainda que o dedo esteja sujo, molhado, desgastado pelo tempo ou pelas condições de trabalho. Até mesmo sob condições meteorológicas extremas, trata-se de uma aplicação altamente segura, já que, além de capturar a imagem externa da impressão digital, também capta a imagem de uma camada interna da pele, que reproduz o mesmo padrão.
   Na opinião de Bill Spence, vice-presidente comercial da Lumidigm para América do Norte, Europa e Austrália, “ser capaz de ler rapidamente as impressões digitais de qualquer pessoa e sob quaisquer condições – chuva, neve ou calor intenso –, identificando prontamente desde um agente de check-in ou um segurança até um piloto ou um mecânico de aeronaves faz toda a diferença”. O executivo diz que para o aeroporto BWI é muito importante obter imagens claras e bem definidas já na primeira tentativa, oferecendo um serviço conveniente, fácil e seguro – e que deve ser copiado em outros aeroportos internacionais.




Fonte: Bill Spence, vice-presidente comercial da Lumidigm para América do Norte, Europa e Austrália 
www.lumidigm.com

Arquiteto brasileiro apresenta projeto do novo Maracanã na França

    Entre os dias 9 e 11 de outubro, o arquiteto Daniel Hopf Fernandes, fundador e presidente da Fernandes Arquitetos Associados, participará do evento The Stadium Business – Design and Development Summit (http://www.stadiumdesignsummit.com), na cidade de Nice, na França. O The Stadium Business é direcionado a todos os profissionais envolvidos em projetos, construção e operação dos maiores recintos desportivos do mundo. 
    No dia 10, Daniel Hopf Fernandes fará palestra sobre o projeto de modernização do Maracanã, em sua abordagem, comentará a experiência do projeto do “novo” Maracanã a partir da estrutura já existente, que traz consigo uma história de mais de 60 anos de simbolismo como ícone do futebol brasileiro e mundial. O arquiteto comentará os diferentes contextos que envolvem esse tipo de projeto de retrofit ou construir um novo estádio. Explicará ainda o porquê a primeira alternativa foi o melhor caminho escolhido.

Arquiteto Daniel Hopf Fernandes





Por: Emanuella Minari

Inauguração loja Rudnick Lapa

     Inaugurou na quinta-feira,26, a Rudnick Lapa, com a presença de clientes, colaboradores e amigos. A loja de 2 andares, conta com 6 ambientes decorados inspirados nas tendencias apresentadas na Feira de Milão desse ano. "Escolhemos a Pio XI por ser uma via de grande movimento e um endereço privilegiado na região, que dá acesso ao Alto da Lapa", afirmou Mônica Martins, diretora comercial da Rudnick Lapa.
   Investir ainda mais no relacionamento com clientes e principalmente o pós-venda é a aposta da loja."Trabalhamos com um atendimento diferenciado ao cliente. Damos muita ênfase no pós-venda para garantir uma satisfação completa do nosso cliente e uma imagem positiva da aquisição que nos rende novos negócios" concluiu Mônica.
   Veja as fotos da festa de inauguração:

Lindenberg,Mônica Martins,Edson França,Dr. André e Mateus Vieira

Claudio Amarin e Camila França












Angelo Nannini e Mônica Martins

Fernanda Reimberg Grazi, Monica Martins, Edson França e Mateus Vieira








Milet Marcio, Edson França, Claudio Amarin,Sergio Fernandes e Davi Lozada 

Roni Rudnick, Annette Salame Pantoja e Mônica Martins

 Ângelo Nannini ,Monica Martins e Ana Cristina Nakano



Serviço:
Para mais informações acesse: www.betaplanejados.com.br
https://www.facebook.com/rudnick.lapa
Rua Pio XI, 189 - Alto da Lapa
Telefone: 3644-5576 / 3644-5539

Por: Emanuella Minari

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Franco Panzini, autor de Projetar a Natureza,realiza sessão de autógrafos no Brasil

   

    A história geral do paisagismo, inédita na língua portuguesa, chega ao Brasil por meio do livro Projetar a Natureza – Arquitetura da Paisagem e dos Jardins desde as Origens até a Época Contemporânea, de autoria do arquiteto italiano Franco Panzini. A obra, publicada pela Editora Senac São Paulo, é uma versão revisada e ampliada da edição italiana, lançada há cerca de 8 anos na Itália. Na edição brasileira, foram introduzidos trechos dedicados aos arquitetos brasileiros Roberto Burle Marx e Fernando Magalhães Chacel. Para marcar o lançamento da obra no mercado, será realizada uma sessão de autógrafos com o autor, no dia 30 de setembro, na Livraria da Vila, da alameda Lorena.
   A partir da época das cavernas, Panzini percorre a história e fornece um panorama abrangente da cultura paisagística em todos os continentes e épocas, destacando as manifestações culturais de cada período. Recheada de ilustrações antigas e fotos atuais, a publicação relata como o homem interferiu no ambiente natural, criando espaços aproveitáveis e esteticamente agradáveis. Apresenta, também, a história da arte dos jardins, indicando as vertentes estéticas e rupturas, bem como indica os profissionais que contribuíram nestas formações.
   O livro destaca, ainda, iniciativas de recuperação ambiental de parques nos Estados Unidos, Coreia e Hong Kong e fornece referências botânicas, manuais teóricos e práticos sobre jardins e plantas, que batizaram o trabalho paisagístico de cada período. Para edição brasileira, o autor assinala a contribuição de Burle Marx e Chacel, relatando, no prefácio, a grande admiração que tem pelos dois arquitetos.


Sobre o autor:
Franco Panzini é arquiteto, docente de paisagismo nas universidades italianas de Camerino, Turim e Veneza, e ex-bolsistas do Instituto de Estudos de História do Paisagismo e do Jardim de Dumbarton Oakis, na Universidade de Harvard. É autor de vários livros, entre eles, Peri i Piaceri del Popolo, Devoluzione del Giardino Pubblico in Europa dele origini al XX Secolo (1993), que recebeu o Prêmio Grinzane-Giardini Botanici Hanbury.

Serviço:
Projetar a Natureza – Arquitetura da Paisagem e dos Jardins desde as Origens até a Época Contemporânea
Autor: Franco Panzini
Tradutora: Letícia Andrade
Editora: Editora Senac São Paulo
Preço: R$ 109,90
Número de páginas: 720
Lançamento: 30 de setembro – 2ª
Horário: 19 horas
Local: Alameda Lorena, 1731 - Jardim Paulista



Por: Emanuella Minari

Regional Sorocaba do SindusCon-SP promove encontro entre empresários da construção civil

    Maristela Honda, Vice-Presidente de Responsabilidade Social do SindusCon-SP, e o diretor da Regional Sorocaba do SindusCon-SP, Elias Stefan Junior ofereceram nesta quarta-feira, 24 de Setembro, um café da manhã aos empresários ligados ao setor da Construção Civil.
    O encontro foi na sede da regional Sorocaba e aconteceu de maneira descontraída. Na abertura, Maristela Honda após dar as boas-vindas reforçou o compromisso em cada vez mais trabalhar para o desenvolvimento de Sorocaba. “Tudo que faço é com muito amor”, disse. Ainda homenageou o empresário Fernando Stecca lembrando que foi o primeiro diretor da regional Sorocaba do SindusCon–SP.   Em discurso, Fernando falou da alegria em participar deste tipo de evento que valoriza a abertura para a troca de experiências.
    Já o diretor da regional Sorocaba do SindusCon–SP reforçou que o Sindicato é mais uma maneira para unir empreendedores que buscam sucesso. “As portas estão abertas para que todos possam utilizar da estrutura maravilhosa que o SindusCon oferece. É um canal para unir forças e discutir sobre os interesses do setor e citou como exemplo o plano diretor de Sorocaba”, explicou.

Fernando Stecca – empresário, Elias Stefan Junior – diretor da Regional Sorocaba do SindusCon-SP, Maristela Honda – Vice-Presidente de Responsabilidade Social do SindusCon-SP, Cláudio Junqueira Ferraz de Almeida – empresário, Flávio Amary – vice-presidente do Secovi-SP. 



Por: Emanuella Minari

Parque D. Pedro Shopping expõe projeto de arquitetura com foco na acessibilidade

    Colocar-se no lugar do outro é um exercício interessante para entender suas limitações, aprendendo assim, a respeitar o próximo e a refletir sobre o cotidiano. Com essa proposta, o Parque D. Pedro Shopping abre suas portas para uma experiência sensorial única e inédita na região: a CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE – um projeto de arquitetura e decoração voltado para inclusão de pessoas com mobilidade reduzida.
    “Após o sucesso da CASA COR CAMPINAS em 2012, iniciamos nossos projetos para este ano, tendo em mente ampliar os horizontes da arquitetura e apresentar propostas ainda mais ousadas ao público. Partindo desse princípio surgiu a ideia de realizar a CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE. Fomos então, em busca apoio para viabilizar a proposta”, afirma a presidente da CASA COR CAMPINAS, Adriane Sanna.
    A mostra será realizada de 25 de setembro a 3 de novembro, com entrada gratuita, na Ala das Flores (ao lado da loja memove), e foi idealizada em parceria com a Casa Cor Campinas. Tem como objetivo ampliar o olhar da sociedade para a relação entre arquitetura, decoração e a acessibilidade. E aposta na mudança de concepção e comportamento dos visitantes a partir de novas perspectivas sobre as necessidades de moradia das pessoas com deficiência.
    “O Parque D. Pedro Shopping atua como transformador social desenvolvendo ações e projetos que envolvem crianças, adolescentes, idosos, instituições beneficentes e as comunidades do entorno. Nossas atitudes refletem as políticas de responsabilidade corporativa que seguimos e nosso compromisso com a sustentabilidade, que vai além da preservação do meio ambiente”, esclarece, a gerente de marketing do parque D. Pedro Shopping, Joana Corsi.
     Durante a mostra, os visitantes serão convidados a utilizar cadeiras de rodas. Assim, poderão vivenciar a experiência de uma pessoa com necessidades especiais. “Utilizar a cadeira de rodas não será uma obrigatoriedade, mas um convite aos que tiverem interesse em entender melhor essa realidade e conferir a funcionalidade dos ambientes”, afirma Joana Corsi.

Conceito
    Instigar os visitantes a vislumbrar novas possibilidades para a criação de ambientes funcionais, arrojados e que atendam de forma adequada as pessoas com dificuldade de locomoção: esse é o conceito utilizado pelos profissionais escolhidos para a criação da CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE - o arquiteto Maxwell Geraldi e o engenheiro Herbert Faustino, premiados com o melhor projeto na mostra de 2012, a Capela. “Ficamos muito felizes com o convite e com a proposta. Queremos mostrar que é possível transpor desafios”, destaca o engenheiro Herbert Faustino.
    Com 95 m2, a CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE propõe ser um modelo de uma casa decorada e estruturada de maneira prática, moderna e funcional para atender cadeirantes. São seis ambientes: dois dormitórios, living e sala de jantar, cozinha e banheiro. Os espaços foram planejados para atender as diferentes características de uma família composta por dois adultos (um com deficiência motora), e um bebê. “Queremos mostrar que é possível propor algo novo. Retirar o estigma social que existe acerca das pessoas com deficiência, e que eles também podem ter uma residência adequada às suas necessidades e que esteja mobiliada e decorada dentro das tendências do setor”, aponta o arquiteto Maxwell Geraldi.
    Para concepção e montagem da CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE os profissionais utilizaram peças de mobiliário e decoração das lojas do Parque D. Pedro Shopping e contaram com o apoio de uma consultoria especializada, além de experiências anteriores, para a concepção do projeto de acordo com normas adequadas a legislação.

Visitação

    A CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE fica em exposição no Parque D. Pedro Shopping de 25 de setembro a 3 de novembro, no horário de funcionamento do shopping. A visitação é gratuita e os clientes ainda receberão um voucher de 30% de desconto para visitação da CASA COR CAMPINAS no Palácio do Bispo, onde o Parque D. Pedro também patrocina o espaço Recepção e Bilheteria: espaço desenvolvido pela arquiteta e design de interiores, Monica Cassolli. Para mais informações acesse:
www.parquedpedroshopping.com.br/ www.casacorcampinas.com.br.

Serviço:

CASA COR CAMPINAS EXPERIENCE – Parque D. Pedro Shopping 
Entrada Franca
Local: Ala das Flores (ao lado da memove)
Data: 25 de setembro a 3 de novembro
Horário de visitação: 10 às 22 horas (segunda a sábado), das 12 às 20 horas (domingos).
Mais informações: 4003-7740 - www.parquedpedro.com.br

5ª edição CASA COR CAMPINAS
Local: Rua José Ferreira de Camargo, 844 (paralela à Rua Jesuíno Marcondes Machado).
Data: 18 de setembro a 3 de novembro de 2013.
Mais informações: www.casacorcampinas.com.br




Por: Emanuella Minari

Dia da Engenharia Alemã 2013 discute o futuro das cidades

    Já virou tradição: O Dia da Engenharia Alemã, que teve sua idealização, criação e realização aqui no Brasil pela VDI-Brasil, chega este ano em sua 5ª Edição. Em 2013, o evento, que acontece no dia 17 de outubro no Club Transatlântico em São Paulo, promete muitas surpresas, novidades e revelações! Com o tema principal "A Cidade do Futuro: Viver ou Sobreviver?" a VDI-Brasil, em parceria com a Câmara Brasil-Alemanha, abre as cortinas para uma discussão que não pode mais esperar. O futuro já começou e é necessário alinhar tecnologias e necessidades para que o dia-a-dia das pessoas possa funcionar.
    Portanto, este ano, o evento, que faz parte da Temporada Alemanha+Brasil 2013-2014,  ganha um tema de suma importância para o futuro da humanidade. Alinhando infraestrutura, sustentabilidade e tendências, ele traz o que há de mais moderno para uma vida harmoniosa entre o homem e a natureza, sem deixar de lado os avanços tecnológicos.  "Os problemas nas grandes cidades são muitos, os quais são herança de sua própria história, mas os horizontes são promissores. Por isso, o Dia da Engenharia Alemã trata exatamente destes importantes assuntos e busca apresentar novas técnicas e tecnologias para melhorar a qualidade de vida, o ambiente de trabalho, a moradia, o trânsito e a forma de viver dos habitantes das cidades grandes", comenta Christian Müller, Presidente da VDI-Brasil e Vice-Presidente da B. GROB do Brasil.
    O evento conta, ainda, com a participação de renomados palestrantes e, entre os assuntos, destacam-se: "Os desafios da construção civil" (Geraldo Villin Prado, Diretor Superintendente da Odebrecht Properties), "A Cidade do Futuro" (Jaime Lerner, arquiteto e ex-prefeito de Curitiba). Na mesa redonda, importantes nomes da indústria automobilística discutem o tema "O carro tem futuro na cidade?". Entre eles: Ronald Dauscha, Diretor de Tecnologia e Inovação da Siemens Brasil; Besaliel Botelho, Presidente da Robert Bosch;  Arturo Piñeiro, Presidente da BMW do Brasil, Philipp Schiemer, Presidente da Mercedes-Benz; Miguel Garcia, CFO da Audi Brasil; e Thomas Schmall, Presidente da Volkswagen do Brasil e Presidente da Câmara Brasil-Alemanha. O evento terá, ainda, a participação de Murilo Celso de Campos Pinheiro, Presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) e do Embaixador da República Federal da Alemanha em Brasília, Wilfried Grolig. Direto da Alemanha, teremos a presença do Diretor da VDI alemã, Dr.Willi Fuchs. A abertura e o encerramento do evento estarão nas mãos de Christian Müller, Presidente da VDI-Brasil.

Dia da Engenharia Alemã - A Cidade do Futuro: Viver ou Sobreviver?
Quando: dia 17 de outubro, das 13h30 às 19h00
Onde: Club Transatlântico – Rua José Guerra, 130 – Chácara Santo Antônio, São Paulo
Informações e inscrições: http://www.vdibrasil.com.br/site/eventos/index.php?id=48717


 
Revista Engenharia Brasil-Alemanha
   Em 2012, o Dia da Engenharia Alemã ganhou um diferencial: foi lançada a Revista Engenharia Brasil-Alemanha, totalmente alinhada ao tema do evento e com tiragem de 20 mil exemplares. Em 2013, o evento também conta com a publicação, que aprofunda o tema central do evento "A Cidade do Futuro: Viver ou Sobreviver?". A revista ganhou um evento especial para comemorar a sua segunda edição, que aconteceu no dia 12 de setembro na CasaE da BASF. A publicação já pode ser conferida pelo link: http://www.vdibrasil.com.br/site/atualidadesvdi/index.php?id=51053


Sobre o Dia da Engenharia Alemã
    O Dia da Engenharia Alemã, que teve sua idealização, criação e realização aqui no Brasil pela VDI-Brasil, chega este ano a sua 5ª Edição. O evento, que aconteceu pela primeira vez em 2009, abriu as portas da engenharia para assuntos factuais e de suma importância para empresas e profissionais que querem caminhar alinhados à modernidade e às novas tendências e tecnologias.  O Dia da Engenharia Alemã tem como objetivo principal evidenciar a contribuição da indústria alemã para o progresso econômico e tecnológico brasileiro, promover e divulgar a tecnologia e inovação brasileiras, além de estimular a cooperação tecnológica entre o Brasil e a Alemanha.  Neste ano, o evento abre as suas portas para uma discussão que não pode mais esperar: "A Cidade do Futuro: Viver ou Sobreviver?". Sempre ligado às necessidades do momento, o evento busca temas precisos e importantes.
   No evento de 2012, o setor Químico foi abordado. Ainda em 2012, o Dia da Engenharia Alemã ganhou um diferencial: foi lançada a Revista Engenharia Brasil-Alemanha, totalmente alinhada ao tema do evento e com tiragem de 20 mil exemplares. Em sua 3ª Edição, no ano de 2011, o Dia da Engenharia Alemã abordou a indústria automobilística e de infraestrutura alemã. Em 2010, em sua 2ª Edição, o evento trouxe como tema "Exemplos da contribuição alemã para o crescimento sustentável no Brasil". Em 2009, o evento foi inaugurado com a presença de importantes nomes da área técnica e representantes das instituições governamentais de São Paulo.

Sobre a VDI-Brasil
    Fundada no ano de 1956, em São Paulo, e atualmente presidida pelo engenheiro Christian Müller, a Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI-Brasil) tem como missão apoiar a cooperação tecnológica entre os dois países. A entidade atua como centro de esclarecimento e transferência tecnológica, por meio de uma série de projetos de cooperação, informativos, eventos, simpósios e cursos levados a cabo no Brasil em parceria com a Câmara Brasil-Alemanha. A VDI é reconhecida mundialmente e tem na Alemanha sua matriz com mais de 150 mil associados, sendo a maior associação tecnológico-científica.  Mundialmente, a VDI também está presente em países como Argentina, Austrália, França, Itália, Estados Unidos, África do Sul, Espanha, dentre outros.

Sobre a Temporada Alemanha+Brasil 2013-2014 "Quando ideias se encontram" 
    Sob o lema “Alemanha + Brasil - Onde ideias se encontram” serão realizados de maio de 2013 a junho de 2014 inúmeros eventos em todo o país.O objetivo é transmitir uma imagem positiva e atual da Alemanha, dar visibilidade à diversidade e à amplitude dos contatos bilaterais, assim como gerar novos impulsos para a parceria entre os dois países.
    A Alemanha quer se apresentar em “360 graus”, ou seja, em todas as áreas, como economia e tecnologia, ciências, cultura, meio ambiente, educação, esporte e estilo de vida. As iniciativas em parceria já existentes devem ser reforçadas e novos caminhos apontados para se encontrar soluções comuns para a realização de atividades futuras relevantes. www.alemanha-e-brasil.org

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK)

     A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha (AHK) é uma entidade que desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. Filiada à Confederação Alemã das Câmaras de Comércio e Indústria (DIHK), a Câmara Brasil-Alemanha atua como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre os países do MERCOSUL e da União Europeia.
     No Brasil há 96 anos, a Câmara Brasil-Alemanha congrega 1,7 mil associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no País e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior, e conta com 220 funcionários atuando em 14 cidades brasileiras. Por meio da Câmara Brasil-Alemanha, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 120 câmaras alemãs espalhadas em 80 países.
     Em 2012, a Câmara Brasil-Alemanha trouxe para o País 43 delegações empresariais e contou com a presença de 15 mil participantes em congressos, seminários e reuniões organizados pela entidade. Ao longo do período, a Câmara Brasil-Alemanha também atendeu 12 mil solicitações de informações comerciais para interessados dos dois países. www.ahkbrasil.com.br



Por: Emanuella Minari


Até outubro, Deca recebe inscrições para Prêmio Um Sonho de Banheiro

    Até o próximo dia 04 de outubro, a Deca, líder no segmento de loucas e metais sanitários, recebe inscrições para o prêmio Um Sonho de Banheiro. Dividido em duas etapas, na Regional é escolhido o melhor trabalho para as regiões Sul, Sudeste, São Paulo e Centro-Oeste/Norte/Nordeste nas categorias Residencial, Comercial e Mostras. Já na  Nacional, os vencedores de cada categoria da Etapa Regional concorrem entre si para determinar os vencedores nacionais para cada categoria. Nesta etapa, também são avaliados os trabalhos da categoria Construtora, que engloba dois tipos de projetos: banheiros para apartamento tipo e apartamento decorado.
    Além de concorrer a diversos prêmios, todos os participantes têm seus trabalhos publicados na Galeria Deca Club, considerada o maior espaço online que armazena com os projetos de banheiros no mundo. E os vencedores ainda participam de um publieditorial na edição de dezembro da revista Casa Claudia, com todos os projetos escolhidos pela mesa de jurados do prêmio.
   Aos grandes escolhidos dentro das categorias residencial, comercial, mostras e construtora, um reconhecimento ímpar. Cada um receberá uma viagem para Milão com o Grupo Deca e terá a chance de visitar, em companhia de importantes profissionais e formadores de opinião, o Salão do Móvel de Milão, realizado todos os anos na Itália.
   Para participar do Prêmio Deca Um Sonho de Banheiro, basta o profissional inscrever seu projeto, que tenha exclusivamente produtos Deca. O número de inscrições é ilimitado e o participante pode inscrever-se em diversas categorias.
   Desde 2012, a Deca oferece a facilidade das inscrições online. Para ter acesso a mais informações, fazer inscrições, conferir detalhes das cerimônias de Premiacão e das viagens do Grupo Deca, acesse: http://www.decaclub.com.br/umsonho/

Sobre a Duratex
 
   A Duratex S.A. é uma empresa brasileira, privada e de capital aberto, com controle compartilhado entre os conglomerados Itaúsa - Investimentos Itaú S.A e Companhia Ligna de Investimentos. Maior produtora de painéis de madeira industrializada e pisos, louças e metais sanitários do Hemisfério Sul, é líder no mercado brasileiro com as marcas Durafloor, Duratex, Deca e Hydra. Também está entre as 10 maiores empresa globais dos setores em que atua.
   Com sede em São Paulo, conta com cerca de 12 mil colaboradores e 15 unidades industriais estrategicamente localizadas nos estados de MG, PB, PE, RS, RJ, SC e SP, além de três fábricas de painéis na Colômbia, através de sua participação de 37% na Tablemac.
   Possui 230 mil hectares com florestas plantadas e áreas de conservação nos estados de MG, RS e SP. Tem suas ações listadas no Sustainability Emerging Markets Index e no Índice de Sustentabilidade Empresarial da BM&FBovespa – ISE.



Por: Emanuella Minari

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Brasil ainda consome 300 milhões de incandescentes por ano

    


    O mercado brasileiro de lâmpadas incandescentes gira hoje ao redor de 300 milhões de unidades vendidas anualmente. “Esse número já caiu bastante desde o ano 2000, quando o consumo era da ordem de 500 milhões ao ano”, informa o CEO da Avant, Gilberto Grosso, empresa fabricante de lâmpadas há 15 anos instalada no Brasil. 
    Mas, ainda hoje, praticamente 70% das residências brasileiras são iluminadas pelas incandescentes. “Essas lâmpadas foram eleitas as grandes vilãs do gasto com energia elétrica, porém são muito baratas. Esse consumo somente acabará em 2016, quando o Brasil proibirá definitivamente a comercialização dessas lâmpadas”, acrescenta o executivo.
   “O aumento da adoção das chamadas lâmpadas econômicas começou efetivamente em 2001, quando o Brasil viveu o seu apagão de energia elétrica. Hoje, cerca de 190 milhões de compactas fluorescentes são vendidas por ano, gerando uma redução de até 80% de energia. E a tendência é de crescimento dessas vendas à medida que as incandescentes forem saindo de cena”, finaliza Grosso.
    O programa brasileiro de erradicação das incandescentes começou em junho de 2013 com a proibição da venda das lâmpadas de 150W, estendendo-se até 2016. Em 2014 será a vez do fim das de 100W, em junho de 2015 as de 60W e, as últimas, em 2016, de 40W.

Por: Emanuella Minari
Fonte: Avant

Deca e Arq.Futuro: uma dobradinha em prol da arquitetura brasileira

   

    Líder no segmento de louças, metais sanitários e sempre à frente do mercado quando o assunto é design, tecnologia e sustentabilidade, a Deca patrocina o Arq. Futuro, evento que acontece nos dias 23 e 24 de setembro no Rio de Janeiro e entre 25 e 27 em São Paulo.
    Com a participação dos principais arquitetos, economistas, empresários, formadores de opinião e políticos de todo o mundo, o Arq.Futuro chega para promover um diálogo sobre o desenho e a gestão das cidades. A Deca, focando na discussão promove uma palestra nesta quarta-feira, na Loja Frei Caneca, no Casa Shopping – Rio de Janeiro, para falar sobre as tendências em louças e metais sanitários de 2013. O intuito da marca é focar na discussão para a melhoria do ambiente construído e na qualidade de vida nas cidades brasileiras.
     Este ano, o evento conta com a participação de Janette Sadik-Khan -  secretária de Transportes da cidade de Nova York -, Joshua David e Robert Hammond – fundadores da Friends Of The High Line, organização comunitária responsável pela transformação de uma estrada de ferro suspensa abandonada no famoso parque do High Line, em Manhattan -, Thom Mayne, cofundador do Southern California Institute of Architecture e professor da Faculdade de Arquitetura e Design da Universidade de California em Los Angeles (UCLA AUD), entre outros.
     Em pauta, temas como Ativismo das Comunidades, Novos Espaços Públicos e Formas de Mobilidade, Arquitetura: Novos Desafios, Arquitetura e Tecnologia na Nova Economia Urbana, Recuperação e Integração: O Caso de Medellín, entre outros.

Para mais informações, acesse:  http://www.arqfuturo.com.br

Serviço
Arq.Futuro
Dias 23 e 24 de setembro – Edifício Manchete – Rua do Russel, 744 – Botafogo - Rio de Janeiro
Dias 25 a 27 de setembro - Auditório Ibirapuera - Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n - Parque Ibirapuera - Portão 3

Por: Emanuella Minari

Docol realiza treinamento do aplicativo BIM



  A Docol inova mais uma vez e oferece treinamentos on-line e gratuitos do aplicativo BIM – que, traduzido para o português, significa "Modelo de Informação da Construção" - para arquitetos, decoradores e engenheiros que utilizam os produtos da marca em seus projetos.
   O DocolBIM é um aplicativo exclusivo e compatível com as três plataformas mais utilizadas na arquitetura, o AutoCAD®, Revit® e SketchUp™. Está disponível para download no site da empresa e sua atualização é automática. Oferece uma moderna biblioteca digital, que tem em seu acervo 100% do mix de produtos Docol.
   Quando a ferramenta utiliza plug-in no formato Revit®, o projeto tradicional é substituído pelo conceito de simulação virtual.
   A partir de dados e fotos, o sistema permite o desenvolvimento de projetos de arquitetura e engenharia em 3D, com variados recursos tecnológicos e ferramentas digitais. O usuário pode transitar seu projeto entre as plataformas e toda a documentação do trabalho permanece disponível para consulta.

Agende-se

   Os treinamentos acontecerão até dezembro. Mais informações, como consulta das datas, inscrição e o download da ferramenta estão disponíveis em:  docol.com.br/pt/profissionais/docolbim


Pioneirismo

A Docol é pioneira ao disponibilizar bibliotecas de seus produtos dentro do conceito BIM e hoje possui o acervo mais completo do mercado de metais sanitários.

Elementos globais inspiram nova cartela de cores da Sherwin-Williams

     O interesse pelos diferentes elementos e culturas do mundo é a principal inspiração de Colormix 2014, cartela de cores da Sherwin-Williams para o próximo ano. Composta por quatro categorias: Fundamentado, Diáfano, Curiosidade e Intrínseco, a nova paleta é influenciada por uma variedade de drivers, entre eles: moda, eletrônicos, mídias sociais, inovações em novos produtos e a retomada do foco em cultura e tradição.
     As cores foram escolhidas por uma equipe de especialistas da companhia, liderados por Carol Derov, diretora do Color Marketing Group e membro da CAUS (Color Association of the United States), com mais de 25 anos de experiência na área. “Todos nós que participamos da criação da nova paleta temos diferentes formações profissionais, viemos de diferentes regiões do mundo e combinamos as informações que coletamos”, destaca Carol.
      A primeira categoria, Fundamentado, está focada em tons neutros: tons quentes e frios de cinza, incluindo branco brilhante e preto profundo. O termo que dá nome à coleção faz referência aos desenhos lineares e geométricos presentes na matemática e na impressão 3-D. “Formas sombreadas e as versões negativas das imagens, assim como desenhos simples e complexos; a moda com suas formas estruturadas, pregas, dobras e cortes precisos; e a Escandinávia com seu idealismo de menos é mais, tradição de criação minimalista, às vezes, clássica, exerceram papéis importantes nesta coleção”, explica a especialista.
      A categoria Diáfano é composta por um grupo translúcido de matizes suaves, femininas e delicadas: bege puro, tons que remetem aos cosméticos e pérola. “Esta categoria tem um elemento espiritual que passou por todas as influências. Uma dessas influências foi o consumo excessivo: saber a diferença entre ‘eu quero’ e ‘eu preciso’ leva à procura pelo minimalismo e pela serenidade para ordenar nossas vidas. Há, também, um novo foco de feminilidade e uma fotografia de sensação renascentista que destaca o espírito criativo das mulheres, assim como sua beleza e força. A culinária é outra grande influência, sendo o sal uma tendência, além da atmosfera, formada pelas nuvens, anjos e pelo desenho sensorial”.
    Curiosidade apresenta cores intrigantes, fascinantes tons misteriosos e profundos, com um toque etéreo. “Esta categoria foca em esquisitices, no bizarro e seus estranhos objetos de fascinação. Ela inclui ciência estranha, exploração e experimentação em arte e técnicas de fotografia; Geologia, com o retorno de materiais brutos tais como cobre, bronze e fósseis; excentricidade, com ousadia, vanguarda e criações sombrias; e curiosidades, com a arte assustadora da taxidermia e o retorno ao surrealismo”, descreve.
     Já a categoria Intrínseco é baseada na preservação de tradições culturais e de artesanato mediante a recuperação de técnicas de nossos ancestrais, tais como a renda feita à mão, bordados, tecidos batik e entalhamento de madeira. A América Latina é a primeira influência, com destaque para o Brasil, especialmente o Rio de Janeiro. “Os Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo continuarão a expor o Brasil como uma das mais espetaculares influências para desenho e cor. O México também é notável, especialmente por sua nostalgia pelo passado e por seu foco e interesse renovados em Frida Kahlo. A Europa Oriental também é uma grande influência, especialmente a herança húngara do artesanato, o uso de florais, a moda russa”, diz Carol.

A cor do ano

     Dentre as cores de Colomix 2014, a Sherwin-Williams elegeu uma ‘cor do ano’. Presente na categoria Curiosidade, a cor Exclusive Plum (SW 6263) expressa a contínua tendência em direção ao cinza, enquanto aparenta ser fresca e nova. Na definição de Carol, a cor é um neutro que pode ser um cinza ou um roxo, dependendo do contexto.
    “Esta cor aparece na moda e pode ser usada em móveis residenciais: pense numa cadeira com um maravilhoso estofado texturizado ou um sofá de couro. Exclusive Plum combina perfeitamente com as outras cores da categoria Curiosidade e agrega um elemento de mistério aos matizes das outras coleções. Uma tendência útil – mas com uma sensação clássica”, explica.

Color Studios

   Para incentivar o uso das cores e ajudar os brasileiros a entender as tecnologias e como aproveitar melhor os diferenciais dos produtos Sherwin-Williams, a companhia criou os Color Studios, dois showrooms exclusivos para prestação de serviços diferenciados e de suporte a consumidores, arquitetos, designers, construtoras e pintores.
    Localizados no Recife/PE e em Natal/RN, os espaços oferecem gratuitamente diversos serviços personalizados, como aulas e treinamentos teóricos e práticos, consultoria de cores com simulação de ambientes via softwares gráfico, indicação de profissionais especializados e produtos adequados, técnicas de pinturas decorativas, entre outros. 
    Os espaços também são palcos de workshops sobre os principais temas ligados ao mundo da cor – profissionais gabaritados apresentam-se com frequência no espaço para falar sobre tendências de cores, uso da cor na arquitetura e a influência da iluminação em um projeto. 
    Diversas palestras técnicas são realizadas no local abrangendo desde problemas nas pinturas a lançamentos de produtos. Os clientes contam também com cursos práticos de aplicação de produtos como texturas e sprays da Colorgin e diversas técnicas de pintura em madeira como pátina, envelhecimento descascado, couro argentino, madeira de demolição, entre outros. 

Sobre a Sherwin-Williams

    A Sherwin-Williams está presente no Brasil há mais de 60 anos com o objetivo de trazer ao mercado as melhores opções em revestimento e proteção com tintas para as mais diversas finalidades. A empresa atua tanto no segmento imobiliário, quanto industrial e automotivo, sempre com produtos reconhecidos por sua durabilidade, qualidade e inovação. Entre suas principais marcas estão Metalatex, Novacor, Kem Tone, Aquacryl, Colorgin e Sumaré, amplamente reconhecidas por formadores de opinião e consumidores. 
     Reconhecidamente uma das empresas do setor que mais investem em pesquisa e desenvolvimento, a Sherwin-Williams é responsável por diversos produtos que tornaram-se referências de mercado, como o primeiro esmalte a base d’água e o primeiro spray aerosol que utiliza como base a água. Recentemente a companhia ganhou o título de empresa de tintas mais inovadora do mundo pela revista Forbes.
    A empresa está localizada no estado de São Paulo, onde possui escritório e fábrica no município de Taboão da Serra, no segmento imobiliário. Também fazem parte do grupo a unidade de tintas industriais e aerosol em Sumaré e comercialização de tinta em pó, a divisão Lazzuril, voltada para a indústria automotiva e instalada em São Bernardo do Campo. 

Sala de Estar - Arq. Sergio de Oliveira
Por: Emanuella Minari

Formaplas lança nova linha : Brilho e duração são foco da Linha High Gloss

    Sete cores com brilho constante e duradouro com novas possibilidades de composições exclusivas são os principais atributos da nova linha High Gloss que a Formaplas lança oficialmente neste mês. Os novos laminados de alta pressão revestem todo o mobiliário Formaplas. A cor azul, denominada High Gloss Capri, é exclusividade da Formaplas. A marca catarinense é a única a utilizar o painel de madeira maciça multilaminada, proveniente de áreas de reflorestamento, como matéria-prima em seus produtos. Outro grande diferencial é a garantia mais abrangente do país, com dez anos para a Linha Cozinha. 
    “Esta novidade que estamos trazendo ao mercado foi baseada em estudos, traduzindo o que há de melhor em decoração.Com mais de 16 franquias nas principais cidades brasileiras, a Formaplas trabalha há quase 50 anos com móveis planejados, como cozinhas e dormitórios, buscando sempre acompanhar as principais tendências de design e inovação do mercado internacional. ”, afirma Fernando Demetri, diretor de franchising da Formaplas. 


Por: Emanuella Minari

Fachada ventilada da Gail é usada no Centro Empresarial Senado, vencedor do prêmio Master Imobiliário 2013

    O Centro Empresarial Senado, projeto assinado pelo arquiteto Edo Rocha e que traz em sua estrutura a Fachada Ventilada Keragail, foi o grande vencedor na categoria Empreendimento Comercial do Prêmio Master Imobiliário 2013.
    O consagrado produto da Gail foi aplicado em mais de 700m2 do complexo, localizado no centro histórico do Rio de Janeiro. Inaugurado no final de 2012, com a utilização do Keragail, o Centro Empresarial Senado vem usufruindo de benefícios como paredes externas livres de descolamento, infiltração, trincas e eflorescências, o que ainda diminui a necessidade de constante manutenção. 
    Idealizado pelo Secovi SP e Fiabci/Brasil, a premiação tem como objetivo principal estimular a participação de representantes de todas as regiões do país para, dessa forma, contemplar a evolução dos projetos imobiliários brasileiros realizados, tanto por grandes empresas, como por pequenos empreendedores.
Mais informações sobre o prêmio podem ser obtidas pelo site:  http://www.premiomasterimobiliario.com.br/.


Por: Emanuella Minari

Alunos de Design da ESPM-SP têm trabalhos expostos em Portugal

    "O Porto visto de fora" foi realizado em parceria com o designer português Miguel Neiva 
São Paulo, setembro de 2013 - Em exposição na cidade do Porto, em Portugal, no terceiro piso do edifício AXA, na Avenida dos Aliados, "O Porto visto de fora" é um projeto de Miguel Neiva, professor visitante convidado do curso de Design da ESPM-SP e também criador do "ColorADD", sistema de identificação de cores para daltônicos,  em parceria com alunos da ESPM-SP.
    Após o sucesso da exposição "O Porto visto de dentro", realizada em 2011 com autoria de Miguel Neiva, o designer português, em visita à ESPM-SP no ano seguinte, propôs um desafio aos alunos do curso: projetar um cartaz para a Cidade do Porto, independentemente de conhecerem a cidade, o foco era o de se ter uma visão "de fora". Como a cidade é vista por aqueles que não vivem lá.
    "A ideia era desenvolverem um cartaz sobre uma cidade que não conhecessem. Por meio de pesquisas e de alguma orientação, e após uma semana de trabalho, os resultados foram brilhantes. Foi incrível o modo como conseguiram apanhar as diversas referências que fazem a identidade da cidade", explica Miguel Neiva.
Para Ana Lúcia Lupinacci, Diretora do Curso de Graduação em Design da ESPM-SP e curadora do conteúdo exposto em "O Porto visto de fora", o trabalho desenvolvido ratifica a qualidade do projeto como um todo. "Além de ser um grande orgulho para a Escola ser representada dessa forma no exterior, a mostra comprova que o nosso curso tem ajudado os alunos a ampliarem suas experiências de formação na área do Design", comemora.
    Além de ser um grande orgulho para a Escola ser representada dessa forma no exterior, a mostra comprova que o nosso curso tem formado verdadeiros talentos", comemora.

"O Porto visto de fora" ficará em exposição até o dia 11 de outubro de 2013, veja alguns dos trabalhos que estão na exposição:













Por: Emanuella Minari