segunda-feira, 3 de agosto de 2015

A importância do autoconhecimento na carreira de um arquiteto ou designer

É correto afirmar que os atributos de um arquiteto ou designer passam pela criatividade, pela busca da harmonização, bom gosto e inclinação para as artes, o desejo de deixar sua marca no mundo por meio de construções inovadoras, refinadas e/ou sustentáveis, além de dominar técnicas de desenho, programas de computação, habilidades gerenciais e uma grande capacidade de adaptação para atender às diversas necessidades do cliente e do mercado.
Os atributos profissionais descritos acima são adquiridos com muito estudo, experiência e treinamento. Mas isso já não é o suficiente, pois existem muitos profissionais bons, o que torna o mercado competitivo. E o que é preciso para fazer a diferença nesse cenário tão concorrido? O autoconhecimento.
Conhecer a si mesmo, qual caminho seguir e definir o que você quer na sua profissão faz toda a diferença no preparo profissional e no início da carreira. Vamos a algumas questões que te levam a questionar isso e assim se autoconhecer:
1. Quem eu sou?
Antes de tudo é preciso se perguntar: como estou me enxergando profissionalmente hoje? Definir quem você é, quais são suas maiores habilidades e os seus pontos vulneráveis são essenciais para se conhecer e saber escolher o seu caminho dentro da profissão.
2. O que eu quero?
A carreira de um arquiteto ou designer oferece um leque de opções, e tentar definir em que áreas você tem aptidão já é dar um grande passo. Então vamos à pergunta: o que eu quero? Ser funcionário em um grande escritório de arquitetura? Ser proprietário do escritório, empreender? Ser vendedor, estar no comercial ou no marketing? Ser professor? Ser escritor? Ser pesquisador? Ou ocupar um cargo público?
3. Como chegar aonde quero?
Depois de decidir, é necessário saber como chegar aonde quero. Não adianta tentar antecipar as fases, é preciso definir antes. É preciso se perguntar “quais são meus sonhos?”, “Quais meus objetivos?”
Defina as metas de acordo com os anos. Quais metas quero alcançar em 5, 10, 15... 30 anos?
Sabendo responder a cada uma dessas perguntas com profundidade e sinceridade você estará pronto para dar o próximo passo rumo ao sucesso.
Sucesso consiste em estruturar sua autoestima e vencer as limitações que roubam sua capacidade de escolher os próximos capítulos da história da sua vida.
Na nossa profissão é cada dia mais importante que consigamos desenvolver habilidades no gerenciamento de conflitos nos relacionamentos interpessoais, que saibamos atuar sob pressão e com imprevistos constantes mantendo-se em equilíbrio e bem humorado encontrando soluções simples e eficientes para problemas complicados, pois as exigências e cobranças estão cada dia maiores.
Estruturando sua autoestima você irá romper com padrões de pensamento e comportamentos que limitam seu desempenho. Estando no controle das suas emoções você terá controle dos seus pensamentos, ações e consequentemente dos resultados.
Quando você se ama torna-se seguro, assertivo, ousado, comprometido, simpático, dinâmico, persuasivo, determinado, perspicaz, audacioso, visionário, expressivo, equilibrado, flexível e empático. Tem sempre boas ideias, boas palavras, boa vontade, além se ser uma pessoa boa, capaz de construir uma sólida rede de relacionamentos que determinarão quão grande será sua ascensão profissional.
Parece muito simples... e de fato é, se você não consegue ver dessa forma busque ajuda profissional, pois a habilidade de ter um relacionamento de amor por você mesmo é algo muito poderoso! Autoconhecimento, a chave que abre a porta do seu futuro!

Glaucio Gonçalves - Graduado em Arquitetura e Urbanismo e pós-graduado em Administração de Empresas para engenheiros e arquitetos pela FAAP. Criou o treinamento “Os sete aspectos para começar e construir uma carreira de sucesso”. www.glauciogoncalves.com
Elaine Agnelli Coelho Benassi - Enfermeira, Palestrante e Terapeuta Holística.

Fonte: Oficina da Comunicação Integrada

Nenhum comentário:

Postar um comentário