sexta-feira, 7 de agosto de 2015

O FUTURO DA ARQUITETURA



Arquitetos das mais inovadoras companhias mundiais dividiram recentemente algumas de suas ideias acerca do futuro da arquitetura. Para estes especialistas, as futuras construções seguirão tendências que andarão lado a lado com outras inovações tecnológicas e privarão por eficiência acima de tudo.

A Starchitecture poderá estar com os dias contados
A starchitecture, termo inglês para projetos realizados por nomes consagrados do mercado arquitetônico, deverá passar nos próximos anos por uma diminuição considerável. A tendência mundial é que as construções partam de projetos que visem menos a estética, e mais a funcionalidade, oferecendo mais comodidade e economia aos clientes, além de focar em práticas sustentáveis, valorizando o ambiente e usufruindo melhor dos recursos que este tem a oferecer.

Em ambientes comerciais, será possível ver construções projetadas com mais ênfase nos pensamentos dos clientes do que dos projetistas em si. Esta tendência visaria prédios mapeados de forma a facilitar o fluxo de trabalho das companhias, otimizando caminhos para maximizar a interação entra todos os setores da empresa e tornar mais produtiva a rotina diária.

A arquitetura será cada vez mais colaborativa
Com clientes cada vez mais exigentes e participativos nas decisões de uma nova construção, os arquitetos terão que se moldar a esta nova realidade de arquitetura colaborativa para projetar ambientes cada vez mais próximos aos desejados por quem procura o seu trabalho.

Já é comum em alguns lugares encontrar equipes que incluam especialistas em meio ambiente e até mesmo antropólogos sociais, que agregam seus conhecimentos aos projetos e fazem a obra ser vista e revista sobre diferentes pontos de vista. Para um futuro próximo, outras áreas deverão integrar este conjunto e tornar as obras mais complexas e eficazes, tanto para o benefício pessoal quanto social.

Com relação a ambientes sociais, será comum encontrar espaços públicos em edificações privadas, como já ocorre em alguns países, como a Suécia. Algumas das obras poderão reservar áreas destinadas a interação pública e privada, proporcionando benefícios variados não só aos moradores, como também a comunidade aos arredores.

Arquitetura chinesa mais sutil
Conhecida por seus edifícios exuberantes, de arquitetura única, a China deverá passar por algumas modificações nas suas paisagens nos próximos anos. Um país onde praticamente todos os tipos de construção resultavam em retorno financeiro garantido, agora deverá se adaptar à nova realidade que priva a funcionalidade em obras arquitetônicas.

As novas tendências aos poucos já podem ser vistas no mercado chinês. Construções baseadas em novos pontos de vistas tiram o foco de fatores artísticos e aprimoram o desempenho que pode ser oferecido aos moradores das novas edificações.

Inovando com novos materiais
Novas tecnologias deverão estar presentes na arquitetura do futuro através da inovação em materiais de construção. Não apenas novos materiais, que deverão trazer novas tendências a este mercado, mas também material antigo, como madeira, estão sendo otimizados por processos físicos e químicos para atribuir características únicas a estes compostos.

Projetos empregando madeira mais resistente ao fogo já podem ser encontrados pelo mundo e não se tratam de pequenas construções. Arranha-céus podem ser construídos com altura cada vez maiores em virtude da leveza e praticidade de trabalhar com este tipo de material. E para os especialistas, não é apenas a madeira que poderá trazer parte das construções antigas para a arquitetura moderna.

Em países como Austrália e Estados Unidos, é possível ver construções baseadas em técnicas antigas, com materiais que incluem mistura de terra.

Os avanços tecnológicos e os incansáveis testes realizadas por especialistas da área irão prover mais e melhores alternativas para a arquitetura nos próximos anos, impactando de forma considerável aquilo a que estamos acostumados a ver e aos recursos que estas obras irão oferecer.




Fonte: http://us3.campaign-archive2.com/?u=61ddc41e6695eadf7e0f000df&id=83b111e64a&e=df1ff1985d

Nenhum comentário:

Postar um comentário