sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Artista alemã cria instalações em homenagem à Lina Bo Bardi

Veronika Kellndorfer concebeu obras inéditas especificamente para a Casa de Vidro e propõe novos olhares sobre a integração de espaço interno e externo.

No próximo dia 19 de setembro, a artista alemã Veronika Kellndorfer abre ao público na Casa de Vidro a exposição Cinematic Framing, uma série de obras onde explora a conexão da obra de arte com o próprio espaço do qual nasceu sua inspiração.
Com curadoria de Tereza de Arruda e coprodução da produtora Mega Cultural, as obras propostas por Veronika na Casa de Vidro fazem alusão à estreita relação entre os espaços internos e externos e, por meio de ilusões de ótica, instigam o espectador a mergulhar por entre camadas de transparência, formas, volumes e estruturas. E é com base nesta percepção de diversos ângulos para um mesmo espaço físico, como em uma cena cinematográfica, que teve origem o nome da exposição.
“Esta é uma grande oportunidade para rever a produção de Lina Bo Bardi e criar um novo diálogo com a contemporaneidade”, explica a curadora. “A mostra ‘Cinematic Framing’ concebe pela primeira vez a experiência de se expor na Casa de Vidro obras criadas sobre este mesmo contexto em diálogo sutil com o real. Para Vernonika Kellndorfer este é um desafio e também um deleite a fim de explorar novas possibilidades espaciais e sensoriais como sendo parte de uma cena cinematográfica”, completa.
A obra de Kellndorfer examina as qualidades gráficas, a interseção da arquitetura com a paisagem, as transformações da luz e os movimentos; ao mesmo tempo, opta por perspectivas e materiais que integram o ambiente do espaço onde a obra é exposta, silenciosamente enfatizando como seu trabalho não busca a distância que caracteriza com certa frequência a arquitetura modernista, mas uma integração total com o que a rodeia.
Veronika Kellndorfer esteve em São Paulo em 2014 para fotografar e investigar as obras desta que foi uma das maiores figuras da arquitetura modernista. O trabalho, fruto desta pesquisa, integrou a mostra em homenagem ao centenário de Lina no Museu Pinakothek der Moderne, em Munique. A partir desta aclamada experiência, a artista se debruçou numa pesquisa ainda mais profunda para conceber esta mostra para a Casa de Vidro, com peças e intervenções pensadas especialmente para o local.
SOBRE A ARTISTA
Veronika Kellndorfer nasceu 1962 em Munique, na Alemanha. Estudou pintura em Viena, na Universidade das Artes de Berlim e atualmente vive em Berlim. Seu trabalho está no acervo de importantes coleções internacionais, como Museu Hammer (Los Angeles), Hamburger Bahnhof, (Berlim), Pinakothek der Moderne (Munique), Museu de Arte Contemporânea de San Diego (San Diego), dentre outros.
SOBRE A CASA DE VIDRO
A Casa de Vidro foi construída por Lina Bo Bardi, em 1951, para sua residência e de seu marido Pietro Maria Bardi. Desde 1990, abriga a sede do Instituto Lina BO e P.M. Bardi e obras de arte, móveis, documentos, objetos, cerca de 7.500 desenhos de Lina e 17.000 fotografias, além do arquivo pessoal de ambos. Em 2015, o Instituto conta com patrocínio da Petrobras e apoio do Governo do Estado de São Paulo – Secretaria da Cultura.
CINEMATIC FRAMING - Veronika Kellndorfer
Vernissage: 19 de setembro, 11h às 14h– aberto ao público, com bate papo entre artista e diretores do Instituto Lina Bo Bardi, Anna Carboncini e Renato Anelli.
Data de encerramento: 01 de novembro/2015
Local: Casa de Vidro
Endereço: Rua General Almério de Moura, 200 - Vila Tramontano - São Paulo - SP
Telefone para informações: (11) 3743-3875
Visitação ao público: De quinta a domingo, das 10h às 16h (com permanência até 16h30).
O Instituto Bardi não conta com estacionamento, nem local de alimentação. Acesso wi-fi para visitantes. Proibido fumar.

Assessoria de imprensa
PRIORIZA COMUNICAÇÃO
Annete Morhy - annete@priorizacomunicacao.com / 98777 3377

Nenhum comentário:

Postar um comentário