sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Patricia Penna é a primeira mulher Chanceler Ambiental em SP




Homenagem foi realizada na Câmara Municipal de São Paulo, durante a 15ª Edição do Design na Brasa


A Designer Patricia Penna, criadora do Design na Brasa, recebeu o Título de Chanceler Ambiental no último sábado, 26, durante a 15ª edição do Design na Brasa na Câmara Municipal de São Paulo. A homenagem, inédita às mulheres na Capital Paulista, foi entregue pelo presidente do Instituto Brasileiro de Defesa da Natureza (IBDN), Rogério Iori.
Para Patrícia Penna, o título é reconhecimento do trabalho realizado há 15 anos e que acredita não realizar sozinha. “Já temos uma década e meia de Design na Brasa, sempre com foco na diminuição da poluição e conscientização ambiental. O IBDN nos trará ainda mais credibilidade e agregará valor ao nosso trabalho”.
De acordo com o presidente do IBDN, Rogério Iori, os trabalhos de Patrícia Penna nos campos da sustentabilidade e conscientização com o meio-ambiente foram o que motivaram na hora da escolha para o recebimento da homenagem. “Acreditamos que sendo Chanceler Ambiental, a Patrícia poderá manter seus projetos, como o Dia do Design sustentável em SP, comemorado no dia 16 de setembro, data que marca também o combate ao buraco na Camada de Ozônio. Além de conseguir ainda mais engajamento com a PL do Design”.
O Design no Setor Público e a PL do Design
Este ano, os temas propostos para o debate foram a utilização do Design no Setor Público e a iluminação urbana. Com participação de autoridades e pessoas ligadas à economia criativa e sustentabilidade no setor público, estiveram o vice-governador de SP, Márcio França (PSB), o deputado federal e autor do PL do
Design, Penna (PV), o vereador de São Paulo e presidente da ONG Cidades Sustentáveis, Gilberto Natalini (PV) e Antony Tan, vice-presidente da NVC Lighting.
A organizadora do evento e idealizadora da PL do Design, Patrícia Penna, explica que Design, ao pé da letra, não significa apenas desenho, e sim projeto. “Ele pode melhorar muito o espaço público na busca de inovação social, porque está focado no ser humano e seus comportamentos. As necessidades humanas são infinitas. Portanto, utilizar uma ferramenta tão poderosa como o Design pode ajudar muito na busca de soluções que além de atender de forma criativa, também consideram as questões ambientais”.
Patrícia, que também foi delegada na setorial de Design no Ministério da Cultura, conta que nunca houve uma aproximação tão grande com o lado político. “Nós, designers, precisamos nos articular politicamente, se queremos conquistar espaço e lutar pela nossa profissão. Assim como fazem os outros setores da economia. O evento (Design na Brasa) trouxe inspiração. Pudemos mostrar que o Design está inserido nas discussões da modernidade e da inovação.”
O vice-governador de São Paulo demonstrou o interesse por parte do poder público em ampliar a troca das lâmpadas por LEDs nas cidades, deixando claro que há um fundo de R$2 bilhões para este fim. O Design na Brasa, por sua vez, garantiu a continuidade na construção destes projetos.
O Projeto de Lei para a regulamentação da profissão de Designer é de autoria do Deputado Federal Penna (PV), e para ele, a reivindicação é extremamente válida e ainda é preciso abrir mais a cabeça para a economia criativa. “O Projeto de Lei tramitou em todas as comissões da Câmara e passou por unanimidade, também passou muito bem pelas comissões do Senado. Mas ao ser encaminhado pela sanção da Presidente Dilma, o Senador Crivella (PRB) pediu vistas e com 10 assinaturas conseguiu impedir a continuidade do processo. Vamos pedir prioridade ao Senador Renan Calheiros, porque a política só serve se for utilizada para o sonho da coletividade”.
Há uma campanha na internet, chamada #VOTADESIGN em que as pessoas podem gravar um vídeo de apoio à causa, com nome, o que faz e o slogan: “Eu apoio o PL do Design, Vota Design” e depois enviar para o e-mail votadesign@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário